Tags

,

“Você não merece ser estuprada”. Este é o padrão Bolsonaro de decoro.

9 de dezembro de 2014 | 18:22 Autor: Fernando Brito

bolsonaro

Depois o Congresso brasileiro não quer ser visto como uma “chacrinha”.

Da Folha, agora há pouco:

Em discurso no plenário da Câmara, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) disse nesta terça (9) que só não “estupraria” a colega Maria do Rosário (PT-RS), ex-ministra de Direitos Humanos, porque ela “não merecia”.Conhecido por suas posições polêmicas, contrárias aos direitos humanos, Bolsonaro atacou a ministra ao rebater um discurso feito por Maria do Rosário minutos antes no plenário da Câmara, no qual a ex-ministra defendeu a Comissão da Verdade e as investigações dos crimes da ditadura militar.

Repetiu, agora da tribuna, a estupidez que já tinha feito tempos atrás, no Salão Verde do Congresso

Bolsonaro afirmou que o Dia Internacional dos Direitos Humanos é o “dia internacional da vagabundagem”, direitos humanos só se aplicam  a “bandidos, estupradores, marginais, sequestradores e corruptos”.

É um personagem assim que virou herói da direita brasileira?

Ah, e o que o valoroso Conselho de Ética vai fazer?

Pedir as notas taquigráficas para estudar um processo sobre a quebra de decoro por Bolsonaro.

Só rindo. Bolsonaro quebra, pica, mói e faz virar pó qualquer ideia de decoro e civilidade.

Anúncios