Spinelli, xerife de Haddad, vai analisar contas de Anastasia e Aécio

Jornal GGN – O controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, está deixando a função para ir para Minas Gerais, onde terá o mesmo cargo no governo de Fernando Pimentel (PT). Spinelli teve uma atuação destacada em São Paulo, quando cruzou informações sobre o patrimônio de funcionários públicos e acabou com um esquema de pagamentos de propina em troca de descontos no ISS, que desviou aproximadamente R$ 500 milhões dos cofres públicos. A prefeitura de São Paulo ainda não anunciou um substituto.

Mário Vinícius Spinelli, que será controlador-geral do Estado de Minas Gerais

Xerife de Haddad deixa Prefeitura de SP e vai para Minas com Pimentel

Da Folha de S. Paulo

Por Mônica Bergamo

O controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, aceitou o convite de Fernando Pimentel (PT) para assumir o mesmo cargo no governo de Minas Gerais.

Pimentel toma posse nesta quinta (1º), no lugar do grupo do tucano Aécio Neves, que comandou o Estado por 12 anos.

Spinelli deve repetir em Minas o trabalho que fez em SP. No começo da gestão de Haddad, ele cruzou informações sobre o patrimônio de funcionários públicos. Acabou desmantelando uma máfia suspeita de desviar R$ 500 milhões, que atuou na gestão anterior, de Gilberto Kassab.

Agora, Spinelli analisará também dados de gestões anteriores em Minas Gerais, como as dos tucanos Antonio Anastasia e Aécio Neves.

Pimentel confirmou ainda o nome de duas mulheres no primeiro escalão de seu governo: Macaé Evaristo será a secretária de Educação e Sinara Meirelles assumirá a presidência da Copasa (Companhia de Saneamento de Minas). Macaé, que é negra e tem um currículo respeitado, foi titular da pasta de Educação quando Pimentel era prefeito de Belo Horizonte.

O secretário estadual de Saúde será Fausto Pereira dos Santos. Deficiente físico e ex-presidente da ANS, ele hoje é secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde.

Anúncios